destaque

Events Schedule

Home | Destaques | Comunicado da Direção do MUHNAC sobre o programa 'Sala do Veado'

Comunicado da Direção do MUHNAC sobre o programa Sala do Veado

Related categories | Sala do Veado

 

Comunicado da Direção do MUHNAC sobre o programa 'Sala do Veado'


A direção do Museu Nacional de História Natural e da Ciência/Museus da Universidade de Lisboa decidiu dar por terminado o programa conhecido por Sala do Veado em finais de 2015, logo que se tenham cumprido todos os compromissos e marcações de utilização da sala estabelecidos em nome do Museu. Esta decisão, que agora se torna pública, faz parte de uma reavaliação global da programação de Arte Contemporânea do Museu e já estava prevista no Plano de Atividades para 2014.

A esta iniciativa, iniciada em 1990 por A. M. Galopim de Carvalho e César Lopes, com o objetivo de fazer interagir jovens artistas com um espaço de ciência, ligou-se mais tarde Sofia Marçal. Atualmente, a Sala do Veado tem funcionado de facto como uma galeria de arte, alugada mensalmente a artistas, sob a responsabilidade de um técnico interno, sem a formalização de qualquer assessoria artística externa. Este procedimento, além de levantar questões de natureza ética e técnica, não encontra nenhuma justificação cabal no âmbito da missão e âmbito de um museu de História Natural e da Ciência.

É nosso entender que a abordagem do diálogo Arte/Ciência/Natureza é uma dimensão importante da missão do Museu, mas que ela deve ser realizada no âmbito da programação temporária, utilizando de forma intercalada as salas destinadas para esse efeito ou recorrendo a instalações pontuais em outros espaços do Museu, onde se estabeleça uma relação entre a Arte e as Coleções e o Património edificado. Também entendemos que se deverá recorrer preferencialmente a mecanismos de assessoria externa e de colaboração com outras instituições.

Não excluímos totalmente a possibilidade de existirem pontuais cedências remuneradas de espaços para exposições de arte mas, a acontecerem, deverão ter lugar no âmbito do programa geral de cedência de espaços do Museu, de forma subordinada à programação própria e claramente distinta e separada desta, como acontece com outras utilizações por terceiros, para a realização de eventos que não fazem parte da nossa missão.

 

Diretor dos Museus da Universidade de Lisboa

José Pedro Sousa Dias

Facebook +